Vai-Vai busca o 15º título hoje com tema-enredo sobre os Vinhos do Brasil

O brinde com vinho brasileiro está garantido na passarela do Anhembi, na Zona Norte de São Paulo, nesta sexta-feira (dia 8). Maior vencedora do Carnaval paulistano com 14 títulos, a Vai-Vai desfilará com seus quase 4 mil integrantes a história do vinho no Brasil. A inciativa é do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), com a cota master exclusiva da Verallia. Outros patrocinadores são a Tetra Pak e as vinícolas Aurora, Cereser, Góes, Greenday, Perini e Salton. O apoio é da Scholle Packaging, da Miolo, da Santille e da Alberto Belesso. O suco de uva também está presente com patrocínio das marcas Greenday e Jota Pe.

Segundo Cahê Rodrigues, carnavalesco que fará a sua estreia no Carnaval de São Paulo, a Vai-Vai iniciará o desfile com a história do vinho, enfatizando o seu aspecto religioso e sagrado. Depois, entrará na produção brasileira de vinhos, tratando das diversas regiões vitivinícolas, ressaltando a evolução da qualidade dos rótulos verde-amarelos. Por fim, a sustentabilidade fechará com chave de ouro o desfile, cujo tema é “Sangue da terra: videira da vida: um brinde de amor em plena avenida – Vinhos do Brasil”. “Será um desfile em alta astral, alegre, como é o vinho brasileiro”, afirma. “Estou muito empolgado. O enredo é muito bom, o tema é perfeito, o que torna o projeto audacioso. Com a força da comunidade e a qualidade dos Vinhos do Brasil vamos buscar o título”, ressalta.

O refrão do samba-enredo da Vai-Vai sobre os Vinhos do Brasil já pegou em São Paulo. Com média de 3 mil participantes por ensaio, a escola consagrou os versos “Divino eu sou / Sangue da terra, videira da vida / Num brinde de amor transbordo em plena avenida”. “Vamos em busca do 15º campeonato com a benção dos Vinhos do Brasil”, diz o presidente da escola, Darly Silva, o Neguitão, acrescentando seu tradicional bordão: “Doa a quem doer”.

A Vai-Vai, que ficou em 3º lugar no ano passado, será a quarta escola a entrar na avenida na sexta-feira (dia 8 de fevereiro), primeira noite do desfile do Grupo Especial paulistano. Ou seja, já será sábado (9) quando a “Saracura” entrar no Anhembi. “A parceria com o Ibravin possibilitará um desfile que promete ser um divisor de águas no Carnaval paulistano”, promete Neguitão. “É com muito orgulho que vamos contar a história e a evolução dos vinhos do Brasil”, acrescenta ele, que incorporou o consumo de vinho e espumante ao seu dia a dia. “Além de fazer bem pra alma, o vinho faz bem pra saúde”, comenta.

“Queremos democratizar o consumo de vinho no Brasil, por isso, nada mais adequado do que investirmos no Carnaval, uma festa sempre ocupada por outras bebidas”, explica o presidente do Conselho Deliberativo do Ibravin, Alceu Dalle Molle. “Os vinhos e os espumantes são bebidas essencialmente democráticas, que podem e devem ser consumidas em todas as ocasiões. É isso que pretendemos com a parceria estabelecida com a Vai-Vai. O sucesso desta ação terminará com um grande espetáculo na avenida”, projeta o presidente do Ibravin. É nesta linha que a frase “O Carnaval é para sair da rotina. Inclusive na hora de beber” emoldurou o palco da Vai-Vai no Bixiga.

Consumo
O gerente de Marketing do Ibravin, Diego Bertolini, informa que foram comercializados 2.500 taças de vinhos durante os desfiles na Vai-Vai em dezembro e janeiro. Ainda foram vendidas mais de 200 garrafas de espumantes e centenas de taças de suco de uva 100%. No aniversário da Vai-Vai, no dia 26 de janeiro, foram consumidas ainda 24 mil caixinhas de vinho em embalagem Tetra Pak de 250ml. Nas tradicionais feijoadas realizadas aos sábados ao meio-dia, a comunidade da Vai-Vai aderiu ao vinho apara acompanhar a refeição. “Conseguimos atrair pelo menos 20% dos frequentadores da Vai-Vai para o mundo do vinho”, festeja.

Uma verdadeira festa de Baco está programada para o desfile da Vai-Vai. Mais de 120 quilos de uvas serão usados pela escola na avenida. Uma ala inteira será formada por integrantes da Serra Gaúcha. No camarote da Liga das Escolas de Samba de São Paulo serão consumidores espumantes e vinhos brasileiros. Pela primeira vez, os Vinhos do Brasil terão um camarote exclusivo no Anhembi. “Montamos uma verdadeira plataforma de negócios para receber compradores e também formadores de opinião do mundo do vinho e de fora dele”, explica Bertolini.

Celebridades
Entre as celebridades confirmadas para o camarote Vinhos do Brasil estão a modelo e apresentadora Ana Hickmann, madrinha da Vai-Vai, a atriz e destaque da Vai-Vai, Adriana Lessa. O sommelier do Restaurante Fasano, Manoel Beato, e a sommelier do Restaurante D.O.M (do famoso chef Alex Atala), Gabriela Monteleone, irão desfilar na Vai-Vai e depois estarão no camarote Vinhos do Brasil.

Investimento
O Ibravin captou R$ 1,35 milhão para investir na Vai-Vai – 90% dos recursos vieram por meio da Lei Rouanet. No ano passado, os Vinhos do Brasil foram tema da Estado Maior da Restinga, que acabou como campeã do Carnaval de Porto Alegre. Do investimento de aproximadamente R$ 700 mil, mais de R$ 5 milhões tiveram retorno com mídia espontânea. Ainda foram vendidas 1,8 mil taças de espumantes no sambódromo da Capital Gaúcha. Para os próximos anos, a ideia é chegar ao Carnaval do Rio de Janeiro – a Beija-Flor, a Mocidade e a Portela já mostraram interesse em levar o tema à avenida – e também ao Nordeste.

Saiba como será o desfile
O intérprete Wander Pires comandará pela terceira vez o samba da Vai-Vai. Por uma feliz coincidência, foi ele quem conduziu a Restinga para o título do Carnaval de Porto Alegre em 2012 com o tema Vinhos do Brasil, com apoio do Ibravin. O samba da Vai-Vai, eleito de forma democrática pela comunidade, é de autoria dos compositores Zeca do Cavaco, Ronaldinho FDQ, Osvaldinho da Cuíca, Evaldo Rodrigues e Valter Camargo.

O carnavalesco Cahê Rodrigues usará cinco carros alegóricos e 31 alas para contar a história do vinho brasileiro. Tudo começa com o carro abre-alas, de quase 60 metros. “Ele conta que Noé carregou em sua arca não somente animais, mas também as sementes de videira. Com isso, ele fez com que a arte de fazer vinho não morra. É uma abertura bem bíblica da escola”, revela Rodrigues. A referência bíblica segue com a transformação da água para vinho nas Bodas de Caná.

A produção brasileira de uva e vinho começa a ser contada no terceiro carro alegórico. “Nós vamos fazer uma adega no Brasil. A gente entende que esse ‘sangue da terra’, esse vinho, movimentou muito a estrutura do país. Muitos imigrantes vieram pra cá e, através de muita luta, de muita história de superação, foi possível tornar o vinho brasileiro o que ele é hoje”, revela o carnavalesco, que esteve na Serra Gaúcha conhecendo as vinícolas e, sobretudo, os vitivinicultores. “Foi uma viagem encantadora porque você descobre que atrás de uma garrafa existem muitas histórias de superação, de luta e de conquistas dos imigrantes italianos que se instalaram na região e começaram a reconstruir suas vidas. Esse processo é muito lindo”, afirma Rodrigues.

No carro haverá imigrantes italianos pisando em uvas, lembrando como era a produção de vinhos antigamente. As uvas foram levadas a São Paulo diretamente do Vale Trentino, em Farroupilha. A produtora Maira Tartarotti forneceu boa parte das uvas Merlot que estarão na avenida. “Para mim, é a valorização do colono”, orgulha-se.

Na sequencia, o quarto carro terá o símbolo da escola, o personagem Criolé, oferecendo um grande banquete regado a vinho. A quinta alegoria conclui o desfile com uma mensagem de preservação ambiental e sustentabilidade. “Ela é inspirada na Arca do Futuro, que foi feita na Noruega. Sementes de várias espécies de frutas e plantas foram armazenadas já em preparação para o próximo dilúvio, pois isso pode acontecer. A gente abre com uma arca e fecha com outra, com visões e propostas diferentes, mas o mesmo sentimento”, registra Rodrigues.

Conforme o carnavalesco, o vinho contagiou de alegria toda a escola. “Todas as nossas fantasias terão detalhes de uva. Esperamos brindar no final o título da escola com muito vinho e espumante”. Como diz o próprio samba da escola: sempre com moderação. O último título da Vai-Vai veio em 2011, com o enredo “A Música Venceu”. Fundada em 1930, a escola terá 3,6 mil componentes e uma bateria com 280 ritmistas.

Confira a letra do samba da Vai-Vai sobre os Vinhos do Brasil

Divino eu sou
Sangue da terra, videira da vida
Num brinde de amor transbordo em plena avenida
Cantando um sonho novo
Matriz, escola do povo
Respeite o meu Pavilhão
No antigo Oriente
Da água pro vinho eu me transformei
E conquistei por mares tantos continentes
Eu vi vencer a sedução
E a disputa do poder; testemunhei
Dormi um longo sono em porões, em barris
Enchi o cálice sagrado
Em seu louvor
No colo do tempo, ao sopro do vento
Sob o céu anil
Por brancos e negros, sou abençoado
Sabor Brasil
Na tela do cinema
Eu viajei com emoção
Nos versos de um poema
No calor de uma paixão
A natureza só pede um pouco de reflexão
E na arca do futuro
Lugar seguro me abrigarei
E hoje na folia vamos festejar
Bebam com moderação
Valeu Vai-Vai


Fonte: Instituto Brasileiro do Vinho
Foto: Jane Prado

Endereço:
Rua Profª Maria Dal Conte, 3035
Flores da Cunha - RS - Brasil
CEP 95270-000

Telefone:
(54) 3292-1461



Contato:
turismo@terrabela.com.br

Cadastre-se e receba nossas novidades:
Nome:

E-mail:

Cidade:



Copyright 2011 - Todos os direitos reservados